Conecte-se agora
acesse RADIOCANAL39

TURISMO

TURISMO: MTur promove geração de R$ 7 milhões em negócios para agricultura familiar

Publicado

em

Queijos estiveram entre os produtos comercializados no Mercado da Agricultura Familiar do estande do MTur. Foto: Divulgação MTur

O texto que segue é uma reprodução de material publicado, cuja fonte é o Ministério do Turismo, e que aborda a importância da agricultura familiar como importante e atual prática para a manutenção da qualidade de muitos alimentos e, ao mesmo tempo, contribuindo para a geração de renda para as famílias, promovendo o turismo nas regiões onde a agricultura familiar se acentua, inclusive, como atrativo do turismo gastronômico. Vamos ao texto original, extraído do site da ABAV.

“Um mercado de produtos regionais e de promoção do turismo rural foi um dos destaques do estande do Ministério do Turismo na maior feira nacional de turismo, a ABAV Expo, encerrada na sexta-feira (28) em São Paulo. As dez cooperativas e associações que participaram do Mercado da Agricultura Familiar representando as cinco macrorregiões brasileiras movimentaram – entre vendas diretas, negócios fechados e futuros – mais de R$ 7,3 milhões. Entre os produtos comercializados, estiveram chocolates, queijos, vinhos, mel e cafés orgânicos, uma amostra de que a indústria do Turismo envolve, valoriza e gera impacto econômico em uma ampla variedade de pequenos negócios no Brasil.
“O mercado foi uma vitrine para o turismo rural e novos negócios se abriram para nossos cooperados”, destacou Luiz Freitas, consultor da Cooperativa Mista de Paraguaçu (MG), que tem 90% dos sócios dedicados ao cultivo e produção de café. Segundo Freitas, a procura pelos produtos da agricultura familiar surpreendeu os expositores que participaram de uma feira de turismo pela primeira vez. Entre os parceiros comerciais de negócios futuros da cooperativa, estimados em R$ 1 milhão, estão hotéis e resorts que pretendem investir na compra de cafés especiais para os hóspedes. “Vamos apostar em torras diferenciadas para café expresso e coado para atendermos essa nova clientela”, disse.
O espaço foi criado em parceria pelo Ministério do Turismo e a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD), fruto de um acordo de cooperação técnica assinado em junho para promover ações de comercialização e promoção de produtos e serviços da agricultura familiar no setor de Viagens.
Para o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, o resultado comprova a estreita relação da agricultura familiar com a atividade turística. “O turismo impacta direta e indiretamente 52 atividades econômicas que são a base do desenvolvimento do setor. Quando um turista viaja, o consumo dele extrapola o próprio setor de Viagens e reverbera em uma ampla variedade de pequenos negócios no Brasil. O resultado mostra que o turismo é um setor inclusivo, traz para perto de si outros setores importantes que também têm ganhos significativos quando incrementamos nossos atributos turísticos”, avaliou o ministro. Segundo ele, a transformação do turismo em grande negócio nacional promove o desenvolvimento rural sustentável por meio da inclusão de comunidades produtivas, o que ajuda o país a recuperar a capacidade de gerar emprego e renda.
A agricultura familiar reúne aproximadamente 40 milhões de produtores no país, que representam 84% dos estabelecimentos rurais e são responsáveis por 70% dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros. Atualmente, o Brasil é o 8º maior produtor do mundo no cultivo de alimentos oriundos da agricultura familiar.
De acordo com pesquisa do Ministério do Turismo, a culinária do Brasil recebeu avaliação positiva de 95,7% dos turistas estrangeiros e os restaurantes foram aprovados por 96,4%, confirmando a gastronomia como um importante ativo do turismo nacional. Grande parte do diferencial está nos produtos e temperos regionais, tipicamente brasileiros.
ESTANDE MTUR – O estande do Ministério do Turismo, com 1,6 mil metros quadrados, também recebeu 24 eventos no seu “Espaço Experiencial”, palco de debates, palestras e apresentações dos destinos e atividades culturais na feira. Além disso, outro atrativo dos mais disputados pelos visitantes do estande da Pasta foi a Cozinha Show. A arena gastronômica contou com público de 420 pessoas em nove apresentações de receitas tradicionais e inovadoras da cozinha brasileira, além de degustação de pratos regionais – elaborados por chefs renomados – com produtos da agricultura familiar.
“Nossa participação na 46ª edição da Abav foi um marco para a promoção dos destinos, divulgação das nossas políticas e programas voltados para o turismo doméstico e para o mercado da economia criativa, que se expande junto com o crescimento da atividade turística nos diferentes destinos brasileiros”, disse Bob Santos, secretário Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo do MTur.
Durante o evento, o Ministério do Turismo também realizou uma série de entrevistas com representantes de diversos segmentos do turismo. O conteúdo foi transmitido ao vivo através das mídias sociais da Pasta. O material produzido no estúdio montado no estande do MTur está disponível no perfil da Pasta no Facebook e no canal do YouTube.
A FEIRA – De acordo com a organização da Abav Expo Internacional, os números consolidados da feira só serão conhecidos na próxima semana. Mas os resultados parciais do evento realizado entre os dias 26 e 28 de setembro no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, são animadores para o mercado de viagens e a indústria do turismo. A estimativa é que os negócios realizados durante os três dias da exposição tenham ultrapassado a marca dos R$ 109 milhões. Foram registrados 23.366 visitantes, um aumento de 15,77% em relação à edição de 2017.
A Vila do Saber, espaço onde aconteceram 75 palestras para troca de conhecimento e capacitação, reuniu 3.283 congressistas. As marcas expositoras somaram 1.183 estandes, com 7% de aumento no número de expositores em relação ao ano passado. Já as rodadas de negócios envolveram 124 empresas, que agendaram 918 reuniões. A cobertura do evento contou com a presença de 853 profissionais de imprensa. “Os números são extremamente positivos e refletem o aquecimento do turismo”, comemorou Geraldo Rocha, presidente da ABAV Nacional. Fonte: Ministério do Turismo”

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TURISMO

TURISMO: Areias tem Feirinha da Roça que merece ser visitada

Publicado

em

(Foto: Edna Maischberger, Canal39)

Abrimos a janela do quarto, demos “de cara” com a bonita praça que abriga a Secretaria de Turismo e Cultura e com a bem cuidada fonte funcionando…

O friozinho de outono, já com os pés no inverno, nos beijou as faces e pudemos perceber as maritacas alçando seus voos repletos de rasantes e quase piruetas, pousando aqui ou ali, sobre a galhada das árvores da praça.

Fonte na Praça onde está instalada a Secretaria de Turismo de Areias (Foto: Edna Maischberger, Canal39

Quase sete horas da manhã e nos preparamos para acompanhar um pouco da montagem da tradicional “Feirinha da Roça”, idealizada e organizada pela Associação Amigos do Vale Histórico.

Aos poucos, ainda com o sol agasalhando-se sob a neblina, acomodado sobre as curvas das montanhas, o pessoal fixava um cavalete aqui, esticava uma lona ali, estendia um varão para ligar dois cavaletes e apoiar uma bancada…

A Feirinha ganhava corpo e cara, em meio a uma incrível coreografia de gente e carros, pois até então o trânsito estava garantido, no leito carroçável, para o ir e vir de todos.

As portas dos estabelecimentos comerciais se assanhavam para receber pessoas, algum som de sertanejo universitário passeava pelo ar e as maritacas contrapunham-se a todos os sons, anunciando e garantindo seu território.

Clicamos alguns momentos, gravamos alguns outros em vídeo e retornamos para a Pousada e Restaurante Dona Maria, para o café da manhã.

Aliás, cabe destacarmos o conforto da Pousada Dona Maria, muito bom entre os equipamentos de sua categoria. Somando-se isso ao silêncio da noite toda, a estadia ficou dentro das nossas expectativas.

Retomamos o trabalho de documentar a Feirinha da Roça (ela completa 1 ano logo ali, em agosto). Às 10h, houve a celebração da Missa Sertaneja, celebrada pelo pároco local, padre Antonio Felipe.

Yacon, uma raiz cultivada na região. “Conhecida como batata do diabético, a batata yacon é empregada no tratamento de colesterol alto e de diabetes” (Wikipédia) – (Foto: Marcos Ivan, Canal39)

Hortaliças e verduras, diretamente da roça, compunham parte do cenário, cujo contexto trazia o irresistível café artesanal (eita cheirinho bom!); produtos em biscuí com suporte em cabaças; cachaça “de verdade”; flores; manteiga da roça; banha de porco; bonecas de pano; temperos caseiros; filé de truta; linguiça artesanal, defumada; pães, geleias, doces, compotas; bolos; pastel; paçoca; biscoitos; pimentas in natura e em conserva; artesanato em tecidos (panos de prato); tapeçaria; móveis rústicos (inclusive uma incrível mesa para churrasco esculpida em madeira da mangueira); crochês, tricôs; essências perfumadas; artesanato em MDF, dentre muitos outros itens.

A cumplicidade de uma tenda vendendo o irrecusável Almoço Tropeiro (com direito a torresmo, minha gente!) foi essencial para o público apreciar a Feirinha até após o seu encerramento oficial, que aconteceu às 14h.

Durante todo o evento houve, no palco montado, um desfile de cantadores de moda de viola, engrandecendo a Feirinha da Roça com um verdadeiro Festival de Viola sem competição.

Violeiros alegraram a Feirinha da Roça (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

Violeiros locais e de diversas cidades vizinhas se fizeram presentes, brindando ao público com belas peças do repertório sertanejo, com “Relógio quebrado”; “Mariana”; “O que tem a rosa”…

Em conversa com o secretário de Turismo, Ronaldo Martins de Araújo, foi-nos possível saber do interesse da administração local quanto ao sucesso da Feirinha da Roça. “A Prefeitura, por meio do Turismo e da Secretaria de Eventos, oferece a parceria necessária para acontecer a Feirinha. Fornecemos a sonorização, instalação de tendas, orientação do trânsito, por exemplo. Entretanto, buscamos, também, promover a motivação e o interesse de todos os expositores atuais e de outros, os quais se enquadrem no perfil de participantes”, disse Martins.

Segundo a autoridade, com a participação de todos, o evento evolui, se consolida, ganhando mais espaço físico para sua realização; promovendo a motivação dos envolvidos e contribuindo para a manutenção da renda extra para todas as famílias da região. Com isso, naturalmente, se dá a maior divulgação dos municípios do Vale Histórico, com o resgate de tradições, inclusive.

A Feirinha da Roça, em Areias, é realizada no segundo domingo de cada mês.

A Reportagem do Canal39 viajou a convite da Associação Amigos do Vale Histórico.

GALERIA DE FOTOS: CLIQUE PARA ACESSAR

 

Continue Lendo

TURISMO

GESTÃO: A hospitalidade sob a ótica do turismo

Publicado

em

(Divulgação / SETUR-SP)

“Atender bem. Atender muito bem. Servir, acolher e encantar é o que acredito ser a essência da hospitalidade”. Com esse conceito, o Secretário Executivo de Turismo do Estado de São Paulo, Marcelo Costa, iniciou na tarde desta terça-feira (11) sua participação no Painel “Sustentabilidade na Hotelaria”, no último dia na EXPOTEL 2019 – Feira Internacional para Hotelaria, na Capital paulista. Este evento é de responsabilidade da ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo) que completa 70 anos de existência.
Perante uma plateia formada principalmente de hoteleiros, gerentes e representantes do meio de hospedagem, bem como mídias e profissionais de turismo, o Secretário Executivo ressaltou: “estou convencido que uma experiência memorável seja o diferencial competitivo que pode distinguir nossa oferta hoteleira, por exemplo, das demais formas de acomodação que no Estado de São Paulo representam: 182 mil unidades habitacionais, 105 mil trabalhadores e 140 mil hóspedes por dia”.
Costa ainda mostrou o que a Pasta estadual do Turismo está fazendo para fortalecer São Paulo como destino turístico. “Este setor precisa de promoção, de muita promoção. Agregar valor à manutenção, incremento e requalificação do fluxo turístico gera mais receita e mais turista. Devemos pensar que é a qualidade que sempre faz o cliente lembrar-se de nós, principalmente no mundo digital”.
Por último, o Secretário Executivo deu como princípios que valem ser lembrados, a exemplo da experiência da Disney:
 Concorrente é qualquer pessoa com o qual o cliente o compara
 Fantástica atenção aos detalhes
 Todos mostram entusiasmo
 Tudo mostra entusiasmo
 Múltiplos postos de escuta
 Recompensa, reconhecimento e comemoração
 Todas as pessoas são importantes!
Esta 4ª edição da EXPOTEL veio acompanhada da SEHGA – Sinergia Estratégica entre Hotelaria, Governo, Academia e Trade Turístico, evento criado para desenvolver o Turismo paulista, no seu oitavo ano consecutivo.

(Assessoria de Imprensa da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo).

Continue Lendo

TURISMO

GESTÃO: Na APRECESP Governo do Estado descontingencia R$ 100 milhões para o Turismo

Publicado

em

(Divulgação: SETUR-SP)

O otimismo tomou conta da reunião da APRECESP (Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo) na noite desta sexta-feira (7), na Estância Turística de Bragança Paulista. O Governo do Estado esteve presente com o Vice-Governador e Secretário de Governo, Rodrigo Garcia, o Secretário de Turismo, Vinicius Lummertz e o Secretário de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi. E uma importante notícia entusiasmou os prefeitos da entidade: Garcia anunciou que o governo descontingenciou R$ 100 milhões dos R$ 206 milhões do orçamento da Secretaria de Turismo, até então contingenciados, para aplicação em infraestrutura turística.

Vinícius Lummertz e Rodrigo Garcia (Divulgação)

Na oportunidade Lummertz fez uma apresentação da atual condição dos convênios entre as estâncias e o DADETUR (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos) e disse: “todos os convênios serão honrados regularmente. E precisamos sempre trabalhar pela dimensão econômica do Turismo. Por isso nosso papel enquanto Governo é irmos além, para impulsionar e aumentar a atividade turística paulista”.
O secretário explicou aos integrantes da APRECESP que todos os convênios que tiveram os restos a pagar no período de 20011/2017, cancelados pelo governo anterior, serão honrados regularmente. “Estimamos aplicar R$ 150 milhões nestes convênios, tão logo as etapas das obras sejam concluídas. E tem mais, todos os convênios cancelados em 2018, por falta de empenhos e já apreciados no COC (Conselho de Orientação e Controle), serão reempenhados e conveniados até o mês de julho. Estimamos aplicar R$ 50 milhões nestes convênios”, disse Lummertz.

Em meio à sua apresentação, o titular da Pasta do Turismo afirmou que, ainda em relação aos convênios, serão aplicados R$ 42 milhões em projetos novos, dentro dos recursos já disponíveis no orçamento de 2019.

Frente a este cenário promissor para a APRECESP, prefeitos das estâncias utilizaram-se de argumentos que passaram pelo diálogo, gestão, criatividade e competência para exaltar o Governo de João Doria. O secretário Lummertz ainda discorreu sobre a importância que todos envolvidos no setor têm, “pois é preciso expandir o fluxo
turístico de cada cidade para tornar o Estado de São Paulo um grande destino para o Brasil e para o mundo”.

(Assessoria de Imprensa SETUR-SP)

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro