Conecte-se agora
acesse ibis

TURISMO

TURISMO: ALESP aprova os 43 que faltavam para consolidar 140 MITs

Publicado

em

Museu Dom Pedro I e Dona Leopoldina, em Pindamonhangaba, é um belo atrativo turístico. Pinda ainda aguarda o MIT (Foto: Marcos Ivan, Canal39)

O plenário da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou, nesta terça-feira, 5, o projeto de Lei 635/2018, assinado coletivamente pelos parlamentares, propondo a aprovação de 43 municípios considerados habilitados à titularidade como de Interesse Turístico.

Conforme o Canal39 já havia noticiado, o total de MIT – Municípios de Interesse Turístico comportado em Lei é, atualmente, de 140.

A ALESP já havia aprovado 97 cidades, as quais receberam a sanção do Governo do Estado de São Paulo em 2018. Os municípios agora contemplados pela aprovação do projeto aguardam, para se tornarem efetivamente MITs, o autógrafo do governador João Dória.

Os 43 aprovados hoje estavam em poder do GMITs, órgão técnico da Secretaria de Turismo encarregado de analisar profundamente cada município proposto. Foram habilitados, por referido órgão técnico, e seguiram para votação e aprovação na Assembleia.

Destaque-se, então, não ser nenhuma nova “leva” de municípios que passaram pelo crivo dos analistas do Grupo de Trabalho dos MITs, mas, isto sim, aqueles aguardando serem pautados para votação na ALESP e já integrantes do rol dos 140.

Jarbas Favoretto, do GTMITs, já havia nos informado que o “pacote dos 140” estava definido, isto desde o início de dezembro. Trocando em miúdos, para o Grupo Técnico o trabalho estava terminado, quanto à necessidade de se completar 140 cidades habilitadas a receberem a aprovação dos parlamentares e, após, a sanção governamental. Na mesma oportunidade, inclusive, Favoretto frisou que a nova etapa de trabalho do Grupo será, rigorosamente, providenciar o ranqueamento dos 140 por conta do desempenho.

Para se ter uma ideia do rigor das avaliações, o mesmo Jarbas Favoretto comentou, em publicação sua, que um dos mais importantes itens avaliados pelo GTMITs é quanto à estrutura de atendimento médico/hospitalar do município candidato. Citou, inclusive, o município de Itirapina, o qual demonstrou muito bom exemplo, numa visita feita em final de semana, com atendentes, farmacêutica, médicos plantonistas e boas instalações.

Da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte existem alguns municípios “na sala de espera” dos resultados da avaliação pelo Grupo Técnico. Pela ordem de registro dos projetos na ALESP, não sequencialmente,  estes municípios são: Silveiras, Pindamonhangaba, Caçapava, Arapeí e Taubaté.

À frente de Pindamonhangaba, especificamente por conta de o Canal39 estar sediado neste município, são 53 cidades, aguardando parecer técnico. Na verdade, ao todo, até a data de 11 de janeiro deste ano, estão na fila exatos 100 municípios.

Caso haja a ampliação do número de candidatos e o PDT de Pindamonhangaba seja habilitado pelos técnicos, a cidade poderá ser parte do pacote adicional. Vale salientar que, na mensagem do relator do PDT de Pindamonhangaba consta o pedido de “análise de forma conclusiva” sobre a habilitação ou não como MIT para se encaminhado e pautado para votação na Assembleia e, posteriormente, aguardar sanção do Governador.

Potim, também da RMVALE, teve seu projeto devolvido à ALESP, onde está desde junho de 2018, para complementação, a qual aconteceu efetivamente, mas, ainda, não foi relacionado para sequencia pelo GMITs. Tecnicamente, se os requisitos anteriormente não atendidos (melhores detalhes sobre Equipamentos Turísticos, Serviços de Alimentação, Serviço de Informação Turística, Atrativos Turísticos e COMTUR adequado ao estabelecido na Lei Complementar 1261) forem satisfeitos, deverá entrar na fila onde estão os 100 outros já citados.

João Dória

O governador afirmou, em sua rede social (agosto de 2018) que “O Turismo terá total apoio em nosso Governo. Fui presidente da Embratur e Secretário de Turismo em São Paulo, entendo a dimensão econômica e importância desta atividade para geração de emprego, renda e desenvolvimento regional”.

De suas ações para fomentar o Turismo, Dória convidou Vinicius Lummertz (ex Ministro de Turismo) para assumir a pasta no Estado. Ambos são empresários, conhecedores profundos das demandas apresentadas pelo trade turístico e da importância de se investir trabalho e dinheiro no setor.

Mais recentemente, até pegando de surpresa 14 cidades que tiveram aporte de verbas para o Turismo já no apagar das luzes de 2018, Dória recomendou suspensão de possíveis pagamentos e revisão de projetos.

Isso demonstra a preocupação do governo sobre o destino dos recursos e, devido a essa mesma preocupação, talvez tão cedo não aconteça a abertura de mais 70 vagas para MIT, ficando o total no que já está definido: 140.

Os “padrinhos”

A coisa se desenha um tanto mais “difícil” quando se percebe que alguns parlamentares, signatários de Planos de Turismo, não foram reeleitos.

Historicamente, os que mais marcavam presença na Região e não foram reeleitos são: Afonso Lobato, Cássio Navarro, Davi Zaia, Helio Nishimoto, Doutor Gondim e Ramalho da Construção. Muitos Planos Diretores de Turismo foram apadrinhos por estes que não assumem cadeiras em março, na ALESP e, por isso, não terão como “defender ativamente” suas proposituras para MIT, apesar de não terem nenhum dos projetos pendentes na Região   com sua assinatura e à espera de habilitação.

Os “43”

Aguardando sanção de João Dória para, efetivamente, festejar sua classificação estão: Adamantina, Adolfo, Anhembi, Araçatuba, Araçoiaba da Serra, Barra do Turvo, Bebedouro, Bocaina, Botucatu, Divinolândia, Dois Córregos, Garça, Guaíra, Ibirarema, Icém, Igarapava, Indiaporã, Ipeúna, Itapeva, Itaporanga, Itariri, Itirapina, Jaboticabal, Jarinu, Juquiá, Juquitiba, Lavrinhas, Marília, Mogi Mirim, Palmeira D’Oeste, Paulicéia, Pirapora do Bom Jesus, Pongaí, Porto Ferreira, Santa Albertina, Santa Clara D’Oeste, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, São Manuel, Timburi, Três Fronteiras, Valentim Gentil e Votorantim.

(Texto: Marcos Ivan de Carvalho, Mtb36001, para o Canal39)

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TURISMO

GESTÃO: Secretaria de Turismo apresenta proposta de liberação de recursos em reunião da APRECESP

Publicado

em

Foto: Divulgação SETUR_SP

A Secretaria de Turismo esteve na noite de sexta-feira (16) na Estância Turística de Ilhabela para a 4a. reunião ordinária de prefeitos da APRECESP (Associação das Prefeituras das Cidades Estâncias do Estado de São Paulo).

Representando a Pasta, o Secretário Executivo do Turismo, Marcelo Costa, apresentou algumas ações que a Secretaria vem desenvolvendo para a o Turismo no Estado. Até ao final do ano serão executadas mais de 83 ações específicas voltadas à estruturação e promoção do Turismo de São Paulo. Entre estas ações está a reconsideração dos convênios cancelados por falta de empenho, graças ao descontigenciamento de R$ 100 milhões pelo governo de São Paulo.  O esforço da Secretaria em viabilizar a execução dos contratos cancelados em 2018 resultou em 122 convênios aptos para a assinatura que vai acontecer no próximo dia 26, no Palácio dos Bandeirantes.
O Secretário lembrou que, apesar dos problemas enfrentados no primeiro semestre, a Pasta já liberou aos municípios R$ 342 milhões do orçamento de 2019. O valor liberado pelo DADETUR (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos) de janeiro a julho é quase o dobro do que foi liberado no primeiro semestre de 2018.

Costa trouxe ainda uma boa notícia para os prefeitos: o Conselho de Orientação e Controle (COC) se reuniu no último dia 7 e aprovou todos os pleitos apresentados pelos municípios. Os novos pleitos deverão atender a seis critérios técnicos que deverão ser apresentados no plano de trabalho:
1. Demonstrar capacidade para manter, incrementar ou requalificar o fluxo turístico;

2. Estar diretamente associado a um atrativo turístico do município;

3. Ser importante vetor na estratégia de desenvolvimento econômico e social para o município;

4. Apresentar consistência entre os objetivos do projeto e as possibilidades de estruturação do destino;

5. Ser aderente às praticas preconizadas nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS);

6. Contribuir para o processo de desenvolvimento regional.

Para o Secretário “o crescimento de 7,7% do turismo paulista é o resultado do empenho dos municípios na promoção do Turismo de São Paulo. É papel da Secretaria incrementar, manter e requalificar o fluxo turístico, e os municípios do interior são os nossos principais parceiros nesta ação”. Costa acrescentou que “não existe paralelo na história da gestão do Turismo de São Paulo, de tal nível de esforço e compromisso, tanto no que se refere à aplicação de recursos para a infraestrutura turística, como também na estruturação e promoção do Turismo. Nesse aspecto o Governo Doria está ganhando de goleada”.

A próxima reunião da APRECESP deve acontecer no dia 18 de outubro, na Estância Turística Santo Antônio do Pinhal.

FONTE: Setur SP 

Continue Lendo

TURISMO

GESTÃO: Brasil terá escola-modelo em turismo focada em inovação

Publicado

em

Ministro Marcelo Álvaro Antônio em audiência na sede do MTur para debater projeto que pretende implementar a escola nacional de turismo. Crédito: Roberto Castro/MTur 

A intenção é ter uma instituição especializada com foco na preparação de mão de obra qualificada para o setor

(Por Rafael Brais) Criar um modelo de escola referência para o turismo no Brasil, inspirada nas demandas contemporâneas do setor e oferecendo disciplinas técnicas em nível acadêmico baseadas em inovação e tecnologia. Esse é o conceito da Escola Nacional de Turismo que está em debate entre os ministérios do Turismo e da Educação, o governo do Paraná, a prefeitura de Foz do Iguaçu e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), onde ficará a sede da instituição. O projeto, que recebeu nesta semana o apoio do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, durante audiência com o deputado federal Vermelho (PSD/PR), está em fase de desenvolvimento.

A intenção é ter no país uma instituição especializada e referência em turismo, com foco na preparação de mão de obra para um mercado que está em constante crescimento. Dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), reafirmaram o otimismo com o setor e apontaram aumento do volume de atividades turísticas no Brasil. O índice de junho de 2019 cresceu 2,6% em relação ao mesmo período do ano passado, influenciado pelas empresas de hotéis, de locação de automóveis e de restaurantes. A escola, que deve buscar parcerias na iniciativa privada e no trade turístico, oferecerá ensino presencial e a distância.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, afirmou que o projeto será um marco para o Brasil e destacou que o Paraná, sede da instituição, possui uma forte vocação para o turismo. “Tenho que agradecer a oportunidade de participar da criação desse produto tão importante para o país. O Ministério do Turismo vai fazer todos os esforços para que esse projeto vire realidade”, disse.

O secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Ministério do Turismo, Aluizer Malab, explicou que ainda não há prazos ou investimento definidos, já que, em 20 dias, um projeto detalhado será apresentado ao MTur. “Definimos que vamos ter uma escola-modelo em turismo, que vai formar um profissional pronto para atender as demandas do setor, com base em conceitos contemporâneos frente às mudanças tecnológicas”, explicou. A ideia, segundo o secretário, é levar futuramente o modelo para outras regiões do Brasil.

O deputado federal Vermelho (PSD/PR), que esteve no encontro, elogiou a iniciativa de criar uma instituição específica para o turismo. “Vai ser um ponto importante para atender demandas da nossa região. Tudo o que vai acontecer em relação ao turismo, temos que estar preparados para atender os visitantes. Demos um passo importante hoje, pois tivemos o sinal verde para avançar no projeto”, disse.

O reitor da Unioeste, Paulo Sérgio Wolff, agradeceu a escolha da universidade para ser o local da escola. “Estamos animados porque esse projeto integra, mais do que nunca, a universidade com a sociedade, os empresários. Fico muito orgulhoso de estarmos participando desse projeto. Em 20 dias vamos apresentar um projeto mais completo. A região oeste e sudoeste do Paraná e o Brasil vão crescer muito”, apostou.

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, afirmou que a escola nacional vai beneficiar toda a região com a capacitação de profissionais, fundamental para atender bem os turistas nacionais e internacionais. “Nesses primeiros meses, tivemos um crescimento extraordinário de americanos, canadenses, australianos e japoneses em Foz do Iguaçu.  E esperamos que cheguem aos chineses. Essa escola é estratégica e pioneira, pois vai dar uma formação profissional e qualificação internacional para nossos trabalhadores”, comentou.

Edição: Cecília Melo

Fonte: Ministério do Turismo.

Continue Lendo

CULTURA

CELEBRAÇÃO: Nova Gokula anuncia Festival das Cores pela chegada da primavera

Publicado

em

Muita alegria e cores, com música, dança circular, yoga e banda inter-religiosa nos dias 7 e 8 de setembro

Celebrando a entrada da primavera, a Fazenda Nova Gokula realizará nos dias 7 e 8 de setembro de 2019, das 10h às 18h, o aclamado FESTIVAL DAS CORES.

As cores animam nossas vidas e nos trazem alegria e união em um espaço onde centenas de visitantes poderão brincar com as cores durante o empolgante show do rockeiro californiano THOMMAS KIND (TK and Band), o reggae de A TROPA e o estilo variado do SOUL DA PAZ, uma banda inter-religiosa, formada por integrantes de diferentes credos, e mais, DJ GOVINDA, KIRTANYAS e LOS CHAPATIS. Tudo inicia às 10h com AULA COLETIVA DE YOGA seguido de DANÇA CIRCULAR MEDITATIVA. O espaço HOLI KIDS, exclusivo para crianças, oferecerá brincadeiras com a supervisão de monitores.

Adquirindo os pacotes de pó colorido (feitos à base de amido de milho, não poluente e atóxico), todos poderão curtir música ao vivo, dançar e interagir, quebrando as barreiras que segregam as pessoas. Ao curtir o HOLI KIRTAN você poderá apreciar a beleza única da Fazenda Nova Gokula, com caminhadas ecológicas, tirolesa, banhos de rio em águas cristalinas e alimentação consciente vegetariana e vegana. Um dia de festa e alegria. Uma experiência única!

Programação do palco: Sábado 07/09:

10h – Aula Coletiva De Yoga 11h – Dança Circular Meditativa 12h – Los Chapatis

13h – Kirtanyas

14h – Tommy Kind – TK And Band 5h – Soul Da Paz

16h – Atração Surpresa!

17h – Tommy Kind – TK And Band

Domingo 08/09:

10h – Aula Coletiva de Yoga 11h – Dança Circular Meditativa 12h – Los Chapatis

13h – Dj Govinda

14h -Tommy Kind – TK And Band 15h – Soul Da Paz

16h – A Tropa

17h – Tommy Kind – TK And Band

(Jean / Jaya Deva das
(coordenador/assessor de imprensa)
Depto de Comunicação de Nova Gokula)

Continue Lendo
Propaganda acesse REVISTA29

Em Alta

Hospedado por ServerPro